É impossível agradar todo mundo, isso é um fato, é com os sites não poderia ser diferente, há algumas coisas que a grande maioria dos usuários simplesmente detestam nos sites e que são responsáveis muitas das vezes pelo fracasso de um projeto.

Listamos algumas delas, as que consideramos as piores e que ainda encontramos em muitos sites por ai. Da uma conferida na lista que montamos:

1 - A primeira coisa são os Carregamentos eternos. É verdade que hoje em dia se vê poucos sites em flash, foi uma tecnologia muito usada no passado mas que hoje não se utiliza mais. Porém, mesmo sem o Flash, ainda tem sites que abusam de efeitos e firulas que acabam deixando o site muito lento, e para piorar tudo ainda colocam aqueles gifs de preloader enquanto o site carrega.

A internet hoje esta muito dinâmica as pessoas querem encontrar as coisas rapidamente, não tem mais tempo para sites lentos que demoram a abrir.

2 - Slides e imagens pesadas que demoram muito para carregar.
Talvez sua internet seja rápida, mais saiba que nem todo mundo tem uma internet tão rápida quanto a sua, ainda mais aqui no Brasil onde a internet é uma das mais lentas e mais caras do mundo.

Evite imagens muito pesadas que deixam o site lento para carregar, aqueles slides que trocam a foto antes mesmo dela ter carregado, além de atrapalhar muito a navegação do visitante pode acabar travando ou até mesmo o visitante perder alguma informação importante que esta no seu slide e que ainda não carregou, fazendo seu site perder tráfego, visitas, vendas, clientes…

3 - Animações desorientadas.
Testes mostram que um visitante leva em média 3 segundos para se orientar em qualquer página web antes de clicar no botão “voltar” do browser.

Animações, vídeos de reprodução automática , anúncios piscando, anúncios pagos , e outro entretenimento interativo pode parecer muito legal, mas se eles são muito intrusivos podem prejudicar o foco de um visitante durante esses críticos três segundos.

Evite esses tipos de animações, se tiver que colocar, coloque-as de forma a ficar ou parecer mais simples e sutil possível evitando tirar o foco do seu visitante para o que realmente interessa.

4 - Uso excessivo de pop-ups.
Ninguém gosta de estar navegando em um site e de repente pular uma janela pop-up na sua cara, muito cuidado com o excesso deste recurso. Hoje em dia é muito usado para captura de e-mails e geralmente aparecem quando a pessoa esta saindo do site ou entrando no site.

O ideal é evitá-las. Mas caso não seja possível, use com extrema moderação de forma que não atrapalhe a experiência do usuário ao visitar seu site. E não esqueça de deixar sempre visível o botão para fechar a pop-up.

5 - Sites não otimizados para mobile.
Em meados do ano passado, 2015, o Google anunciou uma mudança em seu algorítimo penalizando sites que não fossem acessíveis para dispositivos móveis e reforçou que no inicio desse ano iria dar mais relevância aos sites que se preocupassem com usuários mobile.


Acredito que ninguém quer ser penalizado pelo maior sites de busca do mundo e perder posições em seu rankeamento, tráfego e consequentemente vendas e clientes.

6 - Conteúdo multimídia com autoplay.
Pessoal, estamos em 2016, a era de sites com musiquinhas já passou, definitivamente sites com música não é legal, eu particularmente quando entro em um site e começa a tocar uma música, depois do susto, procuro logo o player p/ pode parar aquela música.

Quer colocar música no seu site? legal, mas deixa ela no mudo e se o visitante quiser dar o play, ai sim. O mesmo vale para vídeos, se a pessoa esta indo ao seu site em busca de uma informação ela quer encontrá-la e não assistir um vídeo reproduzido automaticamente. Não estou dizendo que você não pode ter um vídeo no seu site, não é isso. Vídeos são ótimos para explicar algo de maneira mais clara e dinâmica, mas deixe ele quietinho lá, proximo a descrição do seu produto ou serviço, informe que ha uma explicação ou demonstração em vídeo e se o visitante quiser ver ele mesmo pode dar o play no momento que achar mais adequado.

7 - Excesso de imagens retiradas de banco de imagens.
Imagens profissionais são muito legais para ilustrar algo no seu site, só tome cuidado com o uso abusivo delas, o excesso dessas imagens pode ao invés de passar profissionalismo pode acabar dando o efeito contrário, passar amadorismo. Tente usar imagens reais, fotos reais da empresa, dos funcionários, produtos, isso da mais credibilidade ao site e consequentemente a empresa.

8 - Página “Sobre” ou “A Empresa” não existe ou esta inacessível.
Isso é muito ruim, se um visitante chegou ao seu site é por que ele se interessou por algo, logo ele quer saber um pouco mais sobre a empresa que esta vendo aquele produto ou oferecendo um determinado serviço. E se o visitante não encontra essa informação ele ele acaba ficando desconfiado e deixando de fechar o negócio.

Uma página “Sobre” ou “A empresa” bem feita pode agregar muito valor e credibilidade a empresa, as pessoas gostam de história, além disso a maneira que esse texto é passado influencia muito, tente não usar termos muito técnicos, falar a mesma língua do cliente com certeza vai fazê-lo entender ainda melhor quem é você ou o que é sua empresa.

9 - O site não explica claramente o que sua empresa faz.
É muito ruim quando você entra em um site e não consegue entender o que aquela empresa faz ou oferece, isso aconteceu comigo a pouco tempo atrás.

Seu site precisa ser auto explicativo, conter informações clara do tipo de serviço que sua empresa presta, os produtos que ela oferece, como aquele site pode ajudar o visitante que esta online no momento, enfim, o mais claro e objetivo possível.

Isso com certeza facilita a vida do visitante e torna a experiência dele muito melhor.

10 - Tem formulário de contato, mas não tem informações de contato.
Pode parecer redundante para algumas pessoas a necessidade de além do formulário de contato, haver também informações de contato da empresa, mas não é.

Muitas das vezes a pessoa quer entrar em contato diretamente através de seu e-mail, ou até mesmo ligar direto para a empresa, sem ter que preencher formulário para isso. E se seu cliente estiver próximo a sua empresa e preferir visitá-lo para ver de perto seus produtos ou serviços?

Um formulário de contato é muito bom, mas não esqueça de fornecer também informações de contato como telefone, e-mail e endereço físico se houver, pode parecer que não, mas isso é extremamente importante.

11 - Botão de chamada que não se alinha com a Oferta.
Uma das coisas que mais me irrita quando quero comprar um produto em uma loja virtual é ver um botão de ação ou uma chamada para aquele produto que eu quero comprar dizendo: “Frete grátis!”, ai eu clico e quando abro o produto descubro que o frete só é grátis acima de um determinado valor. Isso é extremamente frustrante. Mas isso não acontece só em lojas virtuais não, já vi em sites que oferecem serviços também, a chamada te mostra uma coisa e quando você entra na página é outra completamente diferente.

Isso é altamente frustrante para seu visitante e na maioria das vezes a loja acaba perdendo a venda, além de perder também a credibilidade com seus clientes.

12 - Título que não condiz com a matéria.
Mais ou menos como no tópico anterior, mas esse caso acontece mais em blog ou portais de notícias. Visando aumentar o tráfego do site, trazendo mais visitantes o redator da matéria solta aquele título bombástico ou aquela chamada que é praticamente impossível passar desapercebido e você acaba clicando, quando entra na página a matéria não é nada daquilo que dizia o título o que obviamente frusta o visitante.

Jamais faça isso, você tem trazer para seu site tráfego de qualidade, pessoas que vão gostar dos seus posts e fidelizar ao seu site, chamo isso de tráfego de qualidade.

13 - Navegação pobre.
Certamente você já entrou em algum site e não entendia nada, ficou perdido sem saber onde clicar, varias chamadas, menu todo desordenado, eu chamo isso de uma site de navegação pobre.

Pode não parecer mais isso faz muita diferença, não adianta seu site ter um ótimo código fonte, ser bem programado se ele não diz ao visitante o que ele tem que fazer, não tem uma chamada clara de onde o visitante precisa clicar ou qual o próximo passo ele tem que dar dentro do seu site.

Recentemente em 2013 a Small Business Trends fez uma pesquisa entre sites B2B e concluiu que cerca de 70% dos sites não tem uma chamada para ação, ou seja, o visitante acessa o site e não é levado a conhecer nada, clicar em nada, deixar seu e-mail para um posterior contato, enfim, apenas um site de leitura.

É preciso ter foco, utilizar o site como uma ferramenta para captar clientes, seja através de e-mail, solicitação de orçamento, promoções, etc.

Pensem nisso, bem, era isso que eu queria passar com esse vídeo, espero que tenham gostado e que ele possa servir de ajuda.